domingo, 21 de outubro de 2012

Autogestão, Cooperativismo e Apoio Mútuo em Debate


A Conferência/Debate - Autogestão, Cooperativismo e Apoio Mútuo integrada no Ciclo "A Cidadania Hoje - Possibilidades para a Democracia Directa" irá decorrer no próximo dia 26 de Outubro pelas 18,30 h na Biblioteca/Museu República e Resistência no edifício Grandela, Estrada de Benfica nº 410 muito perto da Estação de Metro do Alto dos Moinhos.

O conferencista será o economista Vítor Lima que nos fez chegar um resumo da sua comunicação.

O capitalismo no pós-guerra assumia duas formas típicas essenciais: O modelo do capitalismo monopolista, de matriz keynesiana, com um Estado intervencionista no apoio e financiamento do sector privado e o modelo do capitalismo de Estado assente no planeamento centralizado, onde o Estado constituía o nó por onde passava toda a decisão económica.

O primeiro, no chamado Ocidente, evoluiu para o neoliberalismo, com a preponderância do capital financeiro, que se veio a apoderar dos Estados, federando-os e tutelando-os através de órgãos internacionais ou pluri-nacionais, longe de práticas democráticas.

O segundo, apesar do desmembramento da URSS, continua pujante, evoluindo para situações de forte ligação  com as multinacionais e os capitais privados nacionais, mantendo-se a democracia fora da agenda.
Politicamente, a anterior clivagem formal entre capitalismo e socialismo, perdeu atualidade e os reajustamentos estratégicos forneceram caricaturas democráticas para embrulhar os diversos modelos económicos – partidos, eleições, autoritarismo, repressão, com uma viçosa corrupção funcionando, expressamente, como tal ou, sobre a forma legalizada do “lobbying”.

Se os vários modelos actuais do capitalismo se mostram incapazes de satisfazer as aspirações da multidão, para mais, inflacionadas pela indução do consumismo, também os modelos de organização e representação política funcionam como claramente inibidores de expressão democrática. E desse descontentamento surge uma nova simpatia por fórmulas democráticas de gestão da produção (autogestão) e decisão sobre a vida pública (democracia direta), que urge precisar, desenvolver e expandir.

1 comentário:

Mariana disse...

Os modelos de organização que funcionam são os que tem cooperativismo entre as pessoas e Liberdade de todo tipo.
Todos temos que ser responsáveis pelos nossos atos e ajudar aos que necessitam.